GRAVIOLA

Graviola.png

A Graviola é uma fruta também conhecida como Jaca do Pará, na sua polpa podem ser encontradas vitaminas do complexo B, importantes na manutenção do metabolismo e nervos; saponinas, que agem no controle do colesterol e no ganho de massa muscular; flavonoides, com ações anti-inflamatórias, antivirais, antimicrobianas e antioxidantes; e sais minerais como o cálcio, magnésio e potássio, que auxiliam no controle da pressão arterial, na saúde dos ossos e no controle da contração muscular, sendo muito bom para evitar câimbras.

A Graviola Nutramed contém 684 mg de graviola por dose de 2 cápsulas.

Muito utilizada como fonte de fibras e vitaminas, a graviola possui diversos benefícios para a saúde, sendo considerada diurética, hipoglicemiante, antioxidante, antirreumática, anticancerígena, anti-inflamatória e antibacteriana.

Assim, a graviola pode ser utilizada em diversas situações, como:

  • Diminuição da insônia, pois possui em sua composição compostos que promovem o relaxamento e a sonolência;

  • Melhora do sistema imune, já que é rica em vitamina C;

  • Diminuição da pressão arterial, pois tem propriedades diuréticas;

  • Tratamento de doenças do estômago, como a gastrite e a úlcera, já que possui propriedades anti-inflamatórias, diminuindo a dor;

  • Prevenção da osteoporose e anemia, pois é muito rica em cálcio, fósforo e ferro;

  • Regular os níveis de açúcar no sangue, pois possui fibras que impedem que o açúcar aumente rapidamente no sangue;

  • Retardo do envelhecimento, já que possui propriedades antioxidantes que ajudam a proteger as células do organismo do dano causado pelos radicais livres;

  • Alívio das dores do reumatismo, pois possui propriedades antirreumáticas, diminuindo a inflamação e o mal estar.

 

A graviola também pode ser utilizada para o tratamento da obesidade, prisão de ventre, doenças no fígado, enxaqueca, gripes, verminoses e depressão, já que é um ótimo modulador do humor.

 

Além disso, alguns estudos demonstraram que a graviola pode ser utilizada para auxiliar no tratamento do câncer. Estudos recentes demonstraram que a graviola é rica em acetogenina, molécula de potencial medicinal que possui efeito antioxidante e citotóxico, capaz de destruir as células cancerígenas sem provocar danos às células normais. Além disso, foi visto nos estudos que o consumo a longo prazo de graviola possui efeito preventivo e potencial terapêutico para diversos tipos de câncer.